sexta-feira, 12 de agosto de 2016

COISAS QUE, SOZINHO (A), VOCÊ TRABALHADOR (A) NÃO FAZ DE JEITO NENHUM NAS SUAS RELAÇÕES DE TRABALHO




            SINDIMETAL
Expedido, dia: 12.08.2016. __CONSCIENTIZAÇÃO  __
BOLETIM INFORMATIVO do SINDICATO dos TRABALHADORES nas INDUSTRIAS METALÚRGICAS, MECÂNICAS e de MATERIAL ELÉTRICO de ARARAQUARA e AMÉRICO BRASILIENSE-SP.     SITE: www.stimetal.org.br/

VOCÊ x SEU PATRÃO! COMO TERMINARÁ ESSA LUTA!
 
COISAS QUE, SOZINHO (A), VOCÊ TRABALHADOR (A) NÃO FAZ DE JEITO NENHUM NAS SUAS RELAÇÕES DE TRABALHO:

ASSIM SENDO SOZINHO (A) VOCÊ NÃO CONSEGUE FAZER O PATRÃO:

Por exemplo:

1: Corrigir os seus salários anualmente de acordo com a inflação;

2: Aplicar aos seus salários, anualmente, aumentos reais a título de produtividade;

3: Pagar complementação de benefício do Auxílio Previdenciário ou Acidentário por período de até 120 dias de afastamento;

4: Aplicar Estabilidade no Emprego por até 60 dias contados a partir da alta médica em benefício de Auxilio Doença comum (INSS);

5: Aplicar Estabilidade no Emprego no período pré-aposentadoria no período de 12 (doze) meses da aquisição do benefício se tiver pelo menos 05 anos de contrato na mesma Empresa e Estabilidade no período de até 18 (dezoito) meses se tiver mais de 10 (dez) anos de trabalho na mesma Empresa.

POIS BEM, ESSAS GARANTIAS SOMENTE SÃO POSSÍVEIS PORQUE TEMOS o SINDICATO e SÃO CONQUISTADAS em NEGOCIAÇÕES COLETIVAS MEDIANTE CLÁUSULAS NORMATIVAS em CONVENÇÃO COLETIVA de TRABALHO QUE AS EMPRESAS SÃO OBRIGADAS A CUMPRIR PORQUE A NORMA TEM FORÇA DE LEI. 

São garantias que estão asseguradas em nossas Convenções, dos Metalúrgicos!

E aí... dá para encarar, sozinho, e fazer o patrão aplicar tais direitos ao seu contrato!

Pense nisso! Venha para o Sindicato! Sozinhos não somos nada, porém unidos podemos mais e cada vez mais unidos podemos conquistar mais!

POR ISSO, SINDICALIZE-SE, JÁ!           

A DIRETORIA do SINDIMETAL/AQA.

terça-feira, 9 de agosto de 2016

COMPANHEIROS TRABALHADORES E AOS CREDORES DA IESA - Saiba tudo sobre a Audiência realizada ontem no Ministério Público do Trabalho.



COMPANHEIROS TRABALHADORES E AOS CREDORES DA IESA:
 

Audiência realizada no Ministério Público do Trabalho.


Nesse dia 08 (oito) de AGOSTO de 2016 foi realizada Audiência no Ministério Público do Trabalho de Araraquara, com a presença das partes e de grande número de trabalhadores que compareceram ao ato, em prosseguimento do Inquérito Civil Público em trâmite, promovido em face da IESA a requerimento do SINDICATO (veja a ATA da Audiência, na íntegra, anexada neste site).
 
Nessa audiência foram recapitulados os fatos ocorridos desde a audiência anterior, registrando-se a GREVE dos trabalhadores em curso desde o dia 12.07.2016 por falta do pagamento salarial de JUNHO e da Remuneração de Férias, pois não cumprido pela IESA o Acordo ajustado em Mediação realizada entre partes na GRTE e aprovado pela Assembleia dos Trabalhadores, que flexibilizou o prazo do vencimento para pagar os salários, suspendeu o Vale, além de outros dispositivos.
  
Foi feito amplo relato ao Dr. Procurador sobre o andamento do Processo da Recuperação Judicial e da repercussão tendo em vista o bloqueio de valor naquele processo, cuja liberação para pagar salários e demais encargos decorrentes dos contratos de trabalho está dependendo do julgamento de um Agravo promovido por um Banco Credor, julgamento este pendente no Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP).
 
A IESA afirmou não ter perspectiva de solução imediata para saldar salários e outros encargos; ademais, nesse dia 10.08.2016 vencerá o prazo para pagar os salários de JULHO sem haver caixa para pagar, nem parcialmente. Foi ainda relatado ao Dr. Procurador sobre a CAMPANHA DE ARRECADAÇÃO de ALIMENTOS que o SINDICATO promove na comunidade e no meio sindical.

OUTRO FATO debatido, refere-se à SUSPENSÃO notificada pela IESA, do Diretor Vice-Presidente do Sindicato, o Companheiro JAILSON, para responder a Inquérito sob alegação de Falta Grave e sobre esse fato novo e AGRAVANTE ainda NÃO DENUNCIADO pelo SINDICATO. Sobre esse fato, foi orientado pelo Dr. PROCURADOR ao SINDICATO, que esgote as conversações diretas com representantes da IESA para tentar uma resolução a respeito, ficando marcada reunião ente partes para este dia na parte da tarde, especificamente para trará sobre essa questão.   

Por fim, o Sindicato se posicionou por não concordar com qualquer solução extrajudicial para o Inquérito Civil Público, entendendo que a tomada de medidas judiciais pelo MPT em face da IESA é a solução mais adequada para o enorme conflito, inclusive, considerando o comportamento mais recente da IESA, conforme os dados e fatos que foram relatados pelo SINDICATO ao MPT por petição e documentos juntados ao processo antes da AUDIÊNCIA.  

Este é o relato sucinto da audiência havida no MPT e dos seus desdobramentos a respeito. Vejam a ATA ANEXADA, na íntegra. 

Nesta, 09.09.2016. 

A DIRETODIA DO SINDIMETAL/AQA.

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

NOTÍCIAS SOBRE A IESA / Araraquara-SP e o GRUPO INEPAR.



NOTÍCIAS SOBRE A IESA / Araraquara-SP e o GRUPO INEPAR.


1: PARA FAZER RECURSOS das DECISÕES da JUSTIÇA do TRABALHO a IESA e o GRUPO INEPAR TÊM DINHEIRO sem LIMITES.

Importante que saibam todos os Companheiros, a IESA e o GRUPO INEPAR são responsáveis pelo estado de penúria em que relegaram centenas de trabalhadores que não recebem os salários nem seus direitos rescisórios por dispensas; não depositam o FGTS; não pagam a remuneração das Férias...etc., e alegam não ter um centavo sequer para estender ajuda com Serviço Social em socorro daqueles com maiores dificuldades em razão de situações familiares mais agravantes (pessoas doentes nas famílias, crianças com necessidade de cuidados especiais, etc.).
 
Pois bem, a IESA e o GRUPO INEPAR não têm dinheiro para nada, salvo para recorrer das decisões condenatórias contra ela na Justiça do Trabalho. Para isso a grana está à vontade!

Assim, nesses casos, para os Recursos Judiciais, não falta grana na IESA de jeito nenhum!
 
Para se ter clareza do que estamos falando, só no mês de JULHO passado, a IESA entrou com Recursos Ordinários para o TRT-15ª em duas Ações do SINDICATO julgadas pelas Varas do Trabalho de Araraquara e para poder recorrer validamente a IESA depositou em Juízo quase R$ 18.000,00 em valores a título de Custas Processuais + Depósito Recursal (estamos falando só em duas Ações, porque a IESA recorre de todas as Decisões nas centenas de Ações em que ela é condenada).

Isso mostra o grau da falta de humanismo e desrespeito da IESA e do GRUPO INEPAR para com os seus trabalhadores; pois dinheiro tem, mas tão somente para dar atendimento aos seus exclusivos interesses econômicos e capitais. Quanto aos humanos da IESA e do GRUPO INEPAR, os outros que cuidem! 

O SINDIMETAL/AQA que se vire! As Campanhas solidárias de alimentos promovidas pelo SINDIMETAL/AQA resolvem! A população generosa de Araraquara ajuda!

LAMENTAVELMENTE, ESTÁ PROVADO, esse GRUPO ECONÔMICO é CONSTITUÍDO por MAUS PATRÕES e MAUS BRASILEIROS! 
      
2: ONDE ESTÃO OS LUCROS DA INEPAR CAPACITORES?

Isso mesmo! Queremos saber onde estão os lucros da INEPAR CAPACITORES?

Como todos sabem, estranhamente, todas as Empresas componentes do GRUPO INEPAR foram incluídas no Processo da Recuperação Judicial, menos... menos a INEPAR CAPACITORES, Empresa do Grupo, de elevado e rápido potencial produtivo e alta capacidade de faturamento com invejável margem de lucro líquido em razão dos produtos que fabrica em sua indústria instalada em Araraquara-SP (componentes elétricos, transformadores de energia, etc.).
 
A INEPAR CAPACITORES é conhecida como sendo a “menina dos olhos” da Turma de Curitiba !

A INEPAR CAPACITORES, estrategicamente, tem a sua indústria em funcionamento acomodada no contexto das instalações industriais da IESA e com toda a logística operacional e funcional da IESA e provavelmente sob custos integrais da IESA por conta das instalações, transportes de pessoal e de carga, restaurante, enfermaria e serviços médicos, manutenção, segurança, portaria e controles de acesso, consumo de energia elétrica, consumo de agua, etc.; portanto, uma Empresa saudável, rentável e que tem todo o seu complexo produtivo e altamente lucrativo ativado, atuando com base no chamado “efeito casulo” dentro de outra Empresa do GRUPO... ou seja, dentro da quebrada IESA.  

Assim sendo, já passou da hora dos Administradores da INEPAR CAPACITORES demonstrarem em adequados esclarecimentos aos TRABALHADORES, ao SINDICATO, ao MPT e à própria JUSTIÇA, se for o caso, onde estão os LUCROS da Empresa, que pertence ao GRUPO INEPAR e que, entretanto, foi POUPADA da Recuperação Judicial... a propósito, foi poupada por que?

A propósito, agora, a INEPAR CAPACITORES está colocada à venda... porque será, tem explicação?